À que os casos de COVID caem, BRF suspende uso de máscara, mas rivais não

A processadora brasileira de alimentos BRF confirmou que tornou o uso de uma máscara facial “opcional” em sua fábrica de frangos de Carambeí desde domingo, de acordo com um comunicado enviado à Reuters na terça-feira (17).

A medida foi detalhada em um memorando interno visto pela Reuters anteriormente.

A empresa disse que o plano reflete uma melhora nos indicadores de COVID-19 no Brasil, uma alta taxa de funcionários com ciclo completo de vacinação e recomendações das autoridades de saúde.

Outros grandes frigoríficos do Brasil ainda não mudaram suas políticas de proteção ao trabalhador.

A JBS, maior produtora de carne do mundo, disse à Reuters que está mantendo os requisitos de máscaras em suas unidades como parte de seu protocolo de prevenção à COVID. Os processadores de carne bovina Minerva  e Marfrig disseram o mesmo em declarações separadas.

A Aurora, uma processadora privada de suínos e aves, está mantendo o uso de máscaras “em suas principais fábricas, pois são unidades que exportam para países que exigem”.

A China, que baniu seletivamente os frigoríficos no Brasil e em outros países devido a preocupações com a COVID desde o início da pandemia, continua a aplicar medidas rigorosas para conter a propagação do coronavírus.

A fábrica da BRF em Carambeí está autorizada a exportar produtos de frango para Hong Kong, Egito e África do Sul, entre outros, segundo o site do Ministério da Agricultura.

O uso de máscaras faciais em Carambeí continuará sendo obrigatório para trabalhadores em grupos de risco, incluindo maiores de 60 anos ou indivíduos imunossuprimidos, informou a BRF.

A suspensão do uso obrigatório de máscaras estaria em consonância com um acordo nacional alterado firmado entre a empresa e o Ministério Público do Trabalho relativo aos protocolos da COVID, segundo o sindicato de Carambeí, que citou informações da BRF.

Citando informações da BRF, o sindicato da classe em Carambeí observou , que a medida estaria de acordo com um acordo alterado firmado entre a empresa e o Ministério Público do Trabalho.

O Ministério Público do Trabalho no Paraná não respondeu ao pedido de informação.

Quando as infecções por COVID-19 começaram a abalar os frigoríficos brasileiros em 2020, algumas empresas, incluindo a BRF, assinaram acordos com promotores do trabalho em diferentes estados com o objetivo de melhorar a proteção local dos trabalhadores.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Revista PecSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data
AviSite
PecSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

boi (1)

Ministério da Agricultura suspende vacinação contra a Febre Aftosa em seis estados e no DF a partir de novembro de 2022

A ação faz parte do projeto de tornar todo o país livre de febre aftosa sem vacinação até 2026. Página 20.

rp-1

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

A transformação digital através de Sistemas de Gestão tem sido essencial para alavancar todos os negócios relacionados à agroindústria. Página 22.

 

 

rp2

Pesquisa auxilia na identificação de genes relacionados à resistência à babesiose bovina

O rápido diagnóstico sobre quais parasitos atacam os animais auxilia o criador a identificar o tipo de agente logo no início dos sintomas. Página 27.

rp3

Uso de tecnologias na pecuária contribui para reduzir metano e diminuir impacto no clima

Em 2021, durante a 26ª Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU), a COP26, o Brasil assumiu o compromisso de reduzir 30% das emissões de metano até 2030. Página 40.

boi (6)

Estudo demonstra impactos socioeconômicos da recuperação de pastagens pelo Plano ABC

Além da mitigação de emissões, a tecnologia permitiu o aumento da renda do produtor rural e da produtividade nas pecuárias de corte e de leite. Página 36.

rp5

O condomínio de Produtores Rurais: As peculiaridades e os riscos assumidos

O agronegócio é uma potência no PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, sendo o único setor que continuou em crescimento durante a pandemia. Página 44.

rp6

Contrato a Termo: Conab lança modalidade de leilão para abastecer pecuaristas

Contrato a Termo: Conab lança modalidade de leilão para abastecer pecuaristas

O novo sistema pode ser usado tanto para garantir um preço fixo na compra com entrega futura quanto para assegurar a fixação de preços de acordo com termos pré-definidos em edital. Página 48.

rp7

Qualidade da água e sua influência no sucesso da pecuária

Elemento fundamental para a vida dos seres vivos, a água é um componente muito importante para a boa performance e para a saúde do rebanho. Página 30.

Fale agora no WhatsApp