Alta dos combustíveis exige logística urgente para transporte de cargas no Brasil

A alta no preço dos combustíveis deve fomentar nova paralisação geral dos caminhoneiros no País. A situação, que não é nova, reforça a necessidade de um plano alternativo para o setor de transporte de cargas no Brasil. É o que afirma o especialista em infraestrutura, logística e comércio exterior, com mais de 50 anos de experiência, Paulo César Alves Rocha.

Paulo César Alves Rocha – Especialista em Infraestrutura, Logística e Comércio Exterior (Foto: Onevox Brasil)

A queda de braço entre governo e caminhoneiros pode não estar próxima do fim, mas os momentos dessa crise que já se arrasta há alguns anos no Brasil deveriam estimular a elaboração de um novo plano estratégico para o setor de transporte de cargas no país. A avaliação é do especialista em infraestrutura, logística e comércio exterior, Paulo César Alves Rocha. Com mais de 50 anos de experiência, o profissional defende a criação de caminhos alternativos para o Brasil não parar, literalmente, no curto prazo.

“Uma avaliação preliminar no setor de transportes de carga em outros países, nos dão conta de que este é, sem dúvida, um dos grandes desafios dos governantes nos próximos anos. Em um país continental como o Brasil, essa avaliação ganha amplitude e extrema relevância. Ao longo das últimas quatro décadas, vimos uma evolução muito tímida na criação de alternativas para o setor de transporte de cargas no país. Este assunto não pode mais esperar. É urgente”, afirma Paulo César Alves Rocha, que dirige a LDC Comex.

Para o especialista, o ideal, neste momento, seria o governo estar focado em soluções de longo prazo para a questão. Segundo ele, políticas públicas paliativas não resolverão totalmente a questão.

“Enquanto o Brasil não tiver uma política pautada na pluralidade e na diversidade de alternativas para o setor de infraestrutura de modo geral, seguiremos enfrentando estes desafios. Precisamos, urgentemente, de uma proposta de médio e longo prazo para o setor no país. Assim, e somente assim, teremos a segurança de que no futuro não veremos o país, literalmente, parar”, pondera.

*Paulo César Rocha é especialista em infraestrutura, logística e comércio exterior com mais de 50 anos de experiência em infraestrutura, transportes, logística, inovação, políticas públicas de habitação, saneamento e comércio exterior brasileiro. Mestre em Economía y Finanzas Internacionales y Comércio Exterior e pós-graduado em Comércio Internacional pela Universidade de Barcelona. É mestre em Engenharia de Transportes (Planejamento Estratégico, Engenharia e Logística) pela COPPE-UFRJ. Pós-graduado em Engenharia de Transportes pela UFRJ e graduado em Engenharia Industrial Mecânica pela Universidade Federal Fluminense. Tem diversos livros editados nas Edições Aduaneiras.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Revista PecSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data
AviSite
PecSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

boi (1)

Ministério da Agricultura suspende vacinação contra a Febre Aftosa em seis estados e no DF a partir de novembro de 2022

A ação faz parte do projeto de tornar todo o país livre de febre aftosa sem vacinação até 2026. Página 20.

rp-1

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

A transformação digital através de Sistemas de Gestão tem sido essencial para alavancar todos os negócios relacionados à agroindústria. Página 22.

 

 

rp2

Pesquisa auxilia na identificação de genes relacionados à resistência à babesiose bovina

O rápido diagnóstico sobre quais parasitos atacam os animais auxilia o criador a identificar o tipo de agente logo no início dos sintomas. Página 27.

rp3

Uso de tecnologias na pecuária contribui para reduzir metano e diminuir impacto no clima

Em 2021, durante a 26ª Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU), a COP26, o Brasil assumiu o compromisso de reduzir 30% das emissões de metano até 2030. Página 40.

boi (6)

Estudo demonstra impactos socioeconômicos da recuperação de pastagens pelo Plano ABC

Além da mitigação de emissões, a tecnologia permitiu o aumento da renda do produtor rural e da produtividade nas pecuárias de corte e de leite. Página 36.

rp5

O condomínio de Produtores Rurais: As peculiaridades e os riscos assumidos

O agronegócio é uma potência no PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, sendo o único setor que continuou em crescimento durante a pandemia. Página 44.

rp6

Contrato a Termo: Conab lança modalidade de leilão para abastecer pecuaristas

Contrato a Termo: Conab lança modalidade de leilão para abastecer pecuaristas

O novo sistema pode ser usado tanto para garantir um preço fixo na compra com entrega futura quanto para assegurar a fixação de preços de acordo com termos pré-definidos em edital. Página 48.

rp7

Qualidade da água e sua influência no sucesso da pecuária

Elemento fundamental para a vida dos seres vivos, a água é um componente muito importante para a boa performance e para a saúde do rebanho. Página 30.

Fale agora no WhatsApp